Ejaculação Retrógrada – O que é, e quais suas causas e consequências?

As disfunções ejaculatórias conduzem muitos homens ao consultório do urologista. Ejaculação prematura é o problema mais frequente, no entanto queixas relacionadas a dificuldade de emissão do esperma não são raras. Dentre estas, faz-se necessário distinguir ejaculação retrógrada de ejaculação retardada. Vamos entender:

Durante o orgasmo, ocorre fechamento do chamado colo vesical (região de transição entre a próstata e a bexiga). Esta ação acontece para impedir o refluxo do sêmen. Quando este mecanismo falha, o sêmen é direcionado para o interior da bexiga ao invés de ser expelido pela uretra. Este fenômeno é conhecido como ejaculação retrógrada. Suas principais causas são cirurgias para tratamento de hiperplasia prostática e diabetes. O diagnóstico é simples através da pesquisa de espermatozóides na urina coletada pós-masturbação.

Já a ejaculação retardada ou mesmo a incapacidade de ejacular (anejaculação) diz respeito a limitação da emissão do esperma não associada ao defeito na ação do fechamento do colo vesical. As causas variam desde origem psicogênica, endócrina, neurogênica (ex: neuropatia diabética, trauma raquimedular, lesão nervosa sequelar a cirurgias retroperitoneais ou por radioterapia), infecciosas, defeitos congênitos e secundária a medicamentos. Assim, é necessário investigação para tratamento direcionado.

Para maiores esclarecimentos, agende sua consulta com um de nossos Urologistas.

Uroclínica da Bahia
Fone: (71) 2626 3030 ou pelo Whatsapp: 71 99184 2858

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*